Mais um ano se foi

Foto: Arquivo pessoal

*Valéria de Castro

Mais um ano se foi – e já era hora – e mais uma vez o desejo de acabar com as mazelas e tudo que é de sombrio junto. E uma vez mais, quase que no mesmo instante, outros desejos, a esperança de um mundo luminoso de verdade, com mais saúde e alegrias, um mundo mais solidário.

Novas folhinhas, os mais diversos modelos de calendários tomam conta dos ambientes. E num lampejo ardente de aceitação pelo que passou, seguem os dias a tecer a roda da vida sob a luz do novo ciclo, realinhando os mundos. E pra seguir tecendo esta roda viva é que eu gostaria de compartilhar com vocês um poema de Walt Whitman.

Composto em versos livres por esse poeta americano do século 19, o poema “Oh eu! Oh vida” respira com desenvoltura os ares atuais como um hino à vida e continua a circular pela cauda luminosa do desejo teimoso por um mundo melhor. Um respiro, uma chama gotejante de verdes campos, um saber sonhante, um acreditar, um juntos podemos. Aí vai o poema, folha das folhas de guerreira relva:

“Oh eu! Oh vida! das perguntas que sobre isso se voltam,
Das infindáveis gerações de infiéis, das cidades cheias de tolos,
Eu mesmo eternamente envergonhado de mim mesmo,
(pois quem mais tolo do que eu e mais infiel?)
De olhos que inutilmente desejam a luz, de objetos insignificantes, da luta sempre renovada,
Dos pobres resultados de tudo, da multidão laboriosa e sórdida que sinto à minha volta,
Anos vazios e invisíveis para os que restam, com o que resta de mim entrelaçados,
A pergunta, oh eu! tão triste, ainda insiste

  • O que vale a pena por tudo isso,
    Oh, eu, oh, vida?
    Resposta
    Que você está aqui – que a vida e a identidade existem,
    Que o poderoso jogo continua, e você pode contribuir com um verso.”

*Valéria de Castro nasceu em Patos de Minas, de onde guarda na lembrança de sua primeiríssima infância o belo céu noturno sem estrelas. Com o pai, aprendeu o amor pelos livros. Pesquisadora jornalista, Valéria é autora de artigos publicados em periódicos e livros. Seu último livro publicado é “Os dias as estações os ventos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *