A última xícara

Carla Caroline escreve o texto A última xícara
Foto: Arquivo pessoal

*Carla Caroline

Amo café sem açúcar. Às vezes com um pouco de chantilly, leite em pó ou nutella. Mas, sem açúcar. Sempre!

“Péra”. Quase sempre. O único café adoçado que tomo com gosto é o da minha avó. É um lance afetivo, sabe? Tem relação com a infância e com o carinho com que ela, com mais de 90 anos, prepara a bebida e convida a quem chega a sua casa a tomar.

Ah… o café, para mim, tem uma coisa de paixão intrínseca. Convido quem amo para tomar café (exceto minha mãe. Ela não gosta). Um bom almoço, termina em café. Na minha casa não falta café. Minha mãe começou a ter café na casa dela por amor.

Acho “chique” tomar um belo café, em uma cafeteria gourmet, na padaria da esquina ou no boteco. Mas, sem açúcar, ok?

Mas, vou confessar: meu coração aperta em pensar na possibilidade da última xícara.

Fico tensa em pensar que pode ser a última vez que tomo café com quem gosto ou que será o último café bem doce preparado pela minha avó. É algo inevitável. Vai acontecer. Vai doer. Mas, seguirei…

Aliás, vamos tomar um café?


*@carlacaroline25 é jornalista e colaboradora fixa do Vida de Adulto. Veja Quem é Carla Caroline.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *