[O processo]

*Sueli Ordonhes

Quando a paciência
e a calma se
materializam
diante do nosso
olhar, às vezes
desatento.
Quando o tempo
escancara e
diz: vai ser no
meu tempo, não
adianta resmungar!
Quando o dia a
dia lentamente
te mostra que
a natureza é viva,
mas tão viva, que
conversa com você
nas “pequenas”
transformações.
E quando você
percebe que a vida
pode ser feito
uma batata roxa…
.
.
Ingredientes do processo:
uma batata roxa,
um copo de vidro e água.
Faça, observe-a, observe-se,
sinta-a, sinta-se,
depois se quiser,
volta pra contar!
Te garanto:
é encantador!

.

.


*@sue_ordo, nasceu em São Paulo capital, mas trocou a vida corporativa da cidade grande pela tranquilidade do interior, tornando-se professora de crianças pequenas. Sempre amou escrever, e com a pandemia, passou  a publicar seus textos e áudios no instagram como uma forma de interagir com outras pessoas que também se encontravam na escrita curativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *