E se eu morrer agora?

Foto: Arquivo pessoal

*Taciana Collet 

Mas eu ainda respiro
Terei vivido?
Mas eu ainda respiro, sinto meu pulso e a vida pulsar
E se eu morrer agora?
Poderei me despedir, dizer aDeus
que fez sentido?
Mas eu ainda respiro e escrevo 
Cumpri o que foi traçado pra mim?

Mas eu ainda respiro e rabisco meu livro 
E se eu morrer agora?
Mas eu já me morri antes, algumas vezes nessa vida
Me enterrei
Morri pra nascer
Ou a gente nasce pra morrer?
E o que eu era antes de nascer?

Não posso me demorar com as respostas
porque viver é coisa rápida, esprimida nesse minuto entre o primeiro respiro e o último suspiro.
Nasci pra viver, mas morro um pouco a cada dia.
Eu vivo mesmo ou sobrevivo?

No fundo, desconfio, o medo de morrer é o medo de não ter vivido.
Mas eu ainda respiro 
Morrer dói?
Dói mais que não viver?
Enquanto respiro, eu vivo.

O que é viver?
Só peço aDeus que não me deixe matar o tempo e perder tempo deixando de fazer o que vim fazer com o tempo que recebi.
Vivo para completar o livro da minha vida.

Me apresso, ainda rascunho
Poderei eu reclamar mais tempo?
Me apresso porque não me contaram o prazo da entrega da versão final.


*@tacianacollet é uma das fundadoras do Vida de Adulto, escreve às sextas-feiras, duas vezes por mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *