Eu pai, ela filha

Alexon Fernandes no Blog Vida de Adulto
Foto: Arquivo pessoal

*Alexon Fernandes

E se todas as nossas certezas fossem colocadas em xeque? E se suas maiores dores servissem para ajudar a curar a dor de outro? E se seus conceitos sobre a adolescência feminina virassem pó? Assim é a minha aventura da paternidade. 

Ser pai de uma adolescente não é tarefa simples.

Pegue as questões usuais desta fase da vida, junte o acesso absurdo à internet, as questões de gênero e uma mente fervilhando. O resultado é um desafio diário, perguntas que eu nunca me fiz e que pedem respostas. Não tem como fugir. Neste bololô geracional, a chance que eu tenho de ensinar é a mesma que tenho de aprender. E eu aprendo muito. 

A paternidade – assim como a maternidade – se dá não só na materialidade do sustento, mas também na subjetividade do comportamento diante da vida, das questões relacionadas aos sentimentos, medos, inseguranças, ética e respeito ao próximo. Isso nos obriga a avaliar quem somos e qual legado que devemos deixar para nossos filhos.

E num momento em que a afirmação feminina se faz urgente, um pai tem papel crucial que pode determinar inclusive a qualidade dos futuros relacionamentos de uma mulher em formação com outros homens, nos mais variados campos da vida adulta. 

Mas nada disso seria possível sem amor.

Um amor inimaginável, que me remodela e me deixa mais generoso, atento e disposto para o diferente. Amor que me faz sacar uma piada e arrancar um sorriso quando a tristeza bate, ou virar personagem nos memes da turma da escola.

Amor para escolher as melhores palavras na hora da repreensão. Amor para estimular a superar os medos e seguir em frente. 
Amor para, principalmente, não esperar que ela seja a pessoa que eu espero, mas sim que ela seja a melhor pessoa que ela puder ser.


*@alexonfer é carioca, engenheiro, pai de uma adolescente, corredor amador, que não vive sem música, livros e um bom banho de mar. Autor dos textos do @retratosescritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *