A quarentena pelo olhar de um menino de onze anos

Blog Vida de Adulto
Foto: Depositphotos

*Pedro Paulo Leão Campos

Eu temo o coronavírus
E protejo a minha vida
Mas tenho medo de tiros
Também de bala perdida

A temida pandemia
Que já dominou o mundo
Mortes pra todo lado
Um momento oriundo

No futuro nós notamos
Atenção no que passamos
Jamais será esquecido
Muita gente vai ter ido

A nossa fé é a vacina
Nem todo mundo acredita
Isso dá muita adrenalina
E o planeta se agita


*Pedro Paulo Leão Campos mora em Rio Verde, Goiás. Possuiu um coração encantador, sempre manifestou grande carinho por animais e pela natureza. Desde pequeno, mostra interesse por histórias sobre animais mitológicos, surgindo assim a oportunidade, com este poema, de expressar seu olhar para essa pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *