Estou em obra

Foto: Arquivo pessoal

*Gabriela Diniz

Fazer obra ao mesmo tempo em que se mora na casa é um enorme transtorno. Muito desgaste e investimento, não apenas financeiro, para alcançar resultados duradouros.

Pra passar bem por isso você tem que acreditar na obra, tem que crer que vai dar certo e se lembrar o tempo todo do motivo que te levou até esse momento. Que dizer então quando a casa em obra é você mesmo? Olha… é o samba do criolo doido!

A gente tenta modificar um tantão de coisas enquanto muitas outras precisam AINDA permanecer como estão. Para construir em um terreno já ocupado é preciso, por vezes, desconstruir.

E quando você não é “sozinho na vida”? Tem uma família que divide tudo bem de perto com você, como a rotina, o tempo e espaço… é mais que um desafio de permanecer, é uma verdadeira jornada pela sanidade mental já que no momento você é um malabarista.

Tenho percorrido esse caminho em direção à Gabriela que eu quero ser e me esforçando para levar comigo a Gabriela que não pode, de jeito nenhum, ficar para trás.

A mudança é gostosa e ao mesmo tempo trabalhosa, mas a cada passo conquistado sou menos ela e mais eu. Mais o meu presente e menos o meu passado.

Desculpem o transtorno, estou em obra!

*Gabriela Diniz, 31, estudante de Direito e autora do blog Mamãe Quero-quero. “Me descobrindo um ser plural, nada do que já fui me define mais. Cabe meu universo inteirinho dentro de mim.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *