Carta para Seu Miguel

*Ingred Suhet

Ele sempre foi um contador de histórias, principalmente aquelas cheias de superação. Mas também contava as de aventura e, claro, sempre tinha um monte de trapalhada no meio. Eram até engraçadas. Mal sabia ele que me inspira desde criança a escrever.

Lembro dele na máquina de escrever. Eu devia ter uns sete anos.

Me chamava para mostrar a história que iria transferir para o papel. Era sempre sobre uma menina e um menino ( supostamente eu e meu irmão). Na época, eu observava com atenção a datilografia e me imaginava adulta inventando histórias ao som do “tec” “tec” das teclas da máquina.

Ele nunca entendeu muito bem a escolha de me tornar jornalista. Achava que deveria ter me engajado com causas sociais, educação e justiça. “Vai ter um concurso novo para delegada, você viu, Ingred?” Sempre jogava um verde para tentar mudar minha rota, mas no fundo sabia que não tinha volta. E, como ele, não desisto fácil das coisas. Teimosia ou persistência? Um pouco dos dois.

Ser jornalista não é fácil. Mal sabia eu que ele tinha razão. Tem dia que é difícil segurar as lágrimas, dia de missão quase impossível (porque a resposta chega no deadline), dia de milagre, tempo de pandemia, dia de notícia ruim, mas logo vem uma boa também.

Mas voltando a falar do senhor que inspira esse texto. Seu Miguel, cujo nome e coração traz a lembrança do arcanjo, enfrenta por esses tempos um desafio danado. Desses difíceis até mesmo de ler nas notícias. A covid-19. Mal imaginava ele que um bichinho invisível o desafiaria.

A luta é séria. Acirrada! Mas Seu Miguel enfrenta e resiste, assim como fez tantas vezes por quem ama. Um guerreiro de luz.

Pai, dessa vez, quem escreve a história sou eu. Não tem máquina de escrever, mas tentei fazer com a sua datilografia e com tudo que você ensinou. O personagem é um homem sério, mas que arranca risada fácil, o tio favorito da família, o maior flamenguista da rua, o melhor cozinheiro da casa e o mais atrapalhado, referência de bondade e justiça pra tanta gente, o herói que vence o dragão.

Que Deus e o Arcanjo Miguel te iluminem muito. Estamos te esperando pra inventar novas histórias.


*@ingredsuhet é brasilense, jornalista, good vibes faça chuva ou faça sol e ouvinte/contadora de histórias desde que me entendo por gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *