Medo da sombra

*Marina Rodrigo Octavio Hermeto

Após 107 dias de recolhimento voltei a caminhar. Máscara no rosto e coragem na alma. Como sou madrugadora, a caminhada iniciou-se sem a presença do sol. Mas lá estava ele, escondido ainda, atrás da Pedra do Leme. Poucas pessoas, sozinhas ou passeando cães, a maioria usando máscaras e mantendo a distância recomendada.

Gostei de rever Clarice e seu cão, eternizados em bronze. Apreciei a praia de Copacabana em toda sua extensão, até o Posto 6. Apenas um dos Dois Irmãos e a Pedra da Gávea ao longe.

Que bem me fez esta caminhada!

Retornando, com o sol criando uma comprida sombra que se estendia pelas ondas brancas e pretas da calçada, sentia-me segura. Foi então. Foi então que vi duas sombras surgindo uma de cada lado da minha.

Sensação estranhíssima! Tive medo. Medo que minha sombra fugisse de mim, para não ser contaminada.

Tal qual um Peter Pan!


*Nasci no Rio de Janeiro, em 1949. Sou psicóloga e psicanalista, mãe de 4 mulheres, avó de um casal de netos já adultos. Gosto de lidar com crianças e com idosos, de bordar, de ler, de ouvir e contar histórias.

Foto: Arquivo pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *