A dica do João

Foto: Arquivo pessoal

*Tania Moschini

Há pouco mais de um ano, quando ainda dava meus primeiros passos nas publicações nas redes sociais, estava eu, num momento de descontração, mostrando para o meu neto João alguns dos textos que posto neste espaço. Claro que ele, “do alto” dos seus 11 anos à época, achou longos, cansativos. Afinal, se eu, às vezes, acho, o que vou querer dele, não é?

Mesmo assim ele se interessou, riu, se divertiu. Mas, ao término da leitura, me mostrou o Instagram do Cristiano Ronaldo – que posta fotos do seu dia a dia -, sugerindo que eu fizesse o mesmo, pra conquistar pelo menos uma ínfima parcela do número de seguidores que ele tem. Na sua cabecinha, as fotos seriam suficientes pra eu me tornar uma miniatura do fenômeno das redes sociais.

Respondi da forma mais compreensível que consegui: “João, o que eu quero é escrever, fazer com que minhas experiências, minhas emoções, cheguem até as pessoas, da melhor forma possível. Se elas quiserem ler, ótimo, fico muito feliz. Se ficarem com preguiça – já que tradicionalmente o Instagram é um espaço reservado pra textos curtos, pra quem tem preguiça de leituras longas, sinto muito, é só não ler.”

E ele, sabiamente, me falou:

“Vovó, então, poste assim mesmo, acho muito legal. Até porque, os posts dele não acrescentam nada na nossa vida, mas os seus fazem diferença, a gente aprende.” Era o estímulo que eu precisava pra continuar o que acabara de começar.

Eis que, um belo dia, me deparei com um post de @vidadeadulto. Com um belo texto, dos que eu gosto. E, melhor ainda, num tamanho considerável, como os meus. E apareceu outro, e outro, pra me mostrar que eu não estava sozinha. Pronto! Encontrei minha turma! Deixei de me sentir uma “estranha no ninho”. Meu neto estava certo. E eu também.

E agora, estou aqui, lisonjeada por fazer parte desse projeto. Obrigada!


*Sou @taniamoschini, professora aposentada de Língua Portuguesa e Francesa, revisora e produtora de textos sob encomenda, esposa, mãe e avó orgulhosa de seis netos. Atualmente, estou debruçada na conclusão do meu primeiro livro, o que tem me proporcionado muito prazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *